28 de ago de 2011

Dendrobium Chrysotoxum



Um clássico: Com uma vasta distribuição pelo SE Asiático em altitudes dos 700 a 1100 metros.Psb fusiformes, clavados com ranhuras, com cerca de 30 cm, com 2-3 folhas apicais, oblongo/lanceoladas, agudas, coriáceas.Aste floral, pendente, nos nós apicais podendo chegar aos 30 cm de comprimento com 10-20 ou mais flores, amarelas de 5 cm de diâmetro, perfumadas a mel no final do Inverno princípio da Primavera, de curta duração, 5-10 dias.Cultivo em "cesto", na rua, bastante luz, ligeira seca no Inverno ( rega só mesmo para não desidratar muito) e bastante rega e adubo na época de crescimento activo ( após floração).

23 de ago de 2011

Cattleya Lawrenceana





Nome correntemente aceito: Cattleya lawrenceana.

Autor: Reichenbach.

Data da publicação: 1885.

Sinônimos: não tem.

Floração: Agosto

Origem: Venezuela, Guianas e norte do Brasil.

Habitat: epífita em florestas quentes e úmidas, em locais bem iluminados e ventilados.

Altitude: do nível do mar até 1.200 metros.

Quantidade de espécies neste gênero: cerca de 40.

Espécies similares: não tem.

21 de ago de 2011

Cattleya Lueddemanniana






Catleya Forbesi



Genteeee... Q saudade desse nosso cantinho!
Sumidona eu heim??? Nem tenho como me desculpar mas enfim,
vamos tentar atualizar esse cantinho um cadinho esquecido.
Essa planta esteve florida em maio e é do meu amor...
então postarei ela aqui pra vcs apreciarem também.

Abraço da Chrys



6 de jan de 2011

Catassetum Barbatum


Temporada dos Catassetuns, todos estão florindo... lindos e perfumados!

3 de jan de 2011


O tempo não pára! Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo...

2 de jan de 2011

Catlleya Leopoldi - Presente muito especial.


Hoje o dia esteve cinza.
Não houve poesia.
Não houve alegria.
Hoje o dia esteve cinza,
quando o que eu mais queria hoje era cor.

18:50 hrs




31 de dez de 2010

Cattleya Bicolor


Para os bons momentos, gratidão. Para os maus, esperança. Para cada dia, uma ilusão. E sempre, sempre, felicidade.
É o que te desejo neste ano novo!
FELIZ 2011

Beijos
Chrys Theodora

19 de dez de 2010

Toshie Aoki Wine Flare



Minha orquídea de natal... não canso de olhar pra ela, presente do amigo Dido lá de Jarinu...rsrsrs

Bem, a todos os meus seguidores um natal maravilhoso de muita paz e amor,
que em 2011 possamos continuar nossa caminhada ju
ntos... um grande abraço da amiga

Chrys Theodora.

18 de dez de 2010

Laelia Bahienses


Nome:

Hoffmannseggella bahiensis

Sinonímia:

Laelia bahiensis

Origem:

Bahia

Hábitat:

Cerrado bahiano, planta rúpicola

Tamanho da Planta:

AD – Planta adulta

Produção:

Sementeira

Clima:

Quente

Luminosidade:

Alta, 70-90% de luz

Inflorescência:

Haste longa e ereta, muitas flores

Tamanho das Flores:

Média – 3 a 6 cm

Época de Floração:

Primavera

Odor:

Inodoro

Duração da Flor:

20 a 30 dias

Etimologia:

Hoffmannseggella: do botânico,entomologista e ornitólogo alemão Johann Centurius Hoffmann (1766-1849), conde de Hoffmannsegg.

bahiensis: adjetivo latinizado designativo do local de ocorrência da espécie. No caso trata-se do estado da Bahia.

30 de out de 2010

Laelia Purpurata var. Carnea

Alguém conhece essa?
Agora só me restam duas plantas sem identificação.

Identificação feita pelo colega Américo... mais uma vez o meu obrigado!

29 de out de 2010

L.P Russeliana


Essa planta floriu esse ano exatamente no mesmo dia em que floriu no ano passado.

4 de out de 2010

Maxillaria alba


Floração meteórica...rs
essa foi tão rápida (menos de 24 horas)
que mal deu tempo de fotografar :(

2 de out de 2010

Encyclia Linearifolioides

Essa foi adquirida em Piracanjuba-Goiás.
Obrigado Robinho, pela identificação.
AbraçO!

22 de ago de 2010

Cattleya Júlio Conceição

Essa bela orquídea foi criada a partir do cruzamento da espécie Cattleya intermedia com a Cattleya Cowaniae, em 1950, e nomeada por um pesquisador que quis homenagear o orquidófilo santista Júlio Conceição. Suas flores são brancas, com um leve perfume, duram cerca de 15 dias e surgem quase sempre no verão.

Júlio Conceição foi pioneiro no cultivo de orquídeas em Santos e proprietário do antigo Parque Indígena, considerado o maior orquidário ao ar livre do mundo no início do século passado. Após o seu falecimento em 1933, a coleção de flores foi adquirida pela Prefeitura e transferida para o Orquidário Municipal, que possui o busto do orquidófilo em destaque, na entrada.